terça-feira, 3 de maio de 2016


Neste ano o Imposto de Renda (IR) foi um problemaço para muita gente. Não houve reajuste para isenção, profissionais liberais e autônomos tendo que declarar CPF de cada recebimento e assim por diante.
Nas deduções nem se fala! Como reduzir a mordida do leão?
Na minha opinião, as despesas médicas devem ser consideradas com carinho, pois cuidar da saúde e abater parte deste investimento no IR é uma medida excelente!
Veja o que disse a Revista Exame:

"São Paulo - As despesas médicas são um dos maiores aliados do contribuinte na declaração do Imposto de Renda (IR). Como esse tipo de gasto pode ser 100% deduzido - não há limites de valor como no caso de despesas com educação - ele ajuda a reduzir a base de cálculo do IR, que define se você terá imposto a pagar ou a restituir.
Mesmo sem limite de valor, nem todo tipo de gasto com saúde é passível de dedução e, dentre os que são, o abatimento só é possível se a despesa puder ser comprovada, sob risco de o contribuinte cair na malha fina.
Podem ser usados como comprovantes recibos, notas fiscais e informes enviados pelo plano de saúde que contenham o nome, endereço e CPF ou CNPJ de quem recebeu os pagamentos, a assinatura do prestador do serviço e o nome do beneficiário (caso não seja o próprio titular da declaração). O cheque nominal também serve como comprovante.
Para despesas com aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias, a comprovação é feita com a receita médica que indica a necessidade desses itens e com a nota fiscal de compra do produto, feita em nome do beneficiário."
Tem muita gente querendo tratar dos dentes e não sabe que a despesa do tratamento PODE ser abatida do imposto a pagar...
Tive uma paciente que estava realizando uma reabilitação comigo. Comecei na fase de provisórios que consegui concluir satisfatoriamente. Quando passamos para a fase definitiva a paciente reclamou dos valores, apesar de ter sido avisada com antecedência sobre os honorários, e não quis continuar. Neste mesmo tempo corria à revelia uma ação na Receita Federal contra essa cliente, pois ela havia declarado um endereço de um imóvel seu que raramente ia. As citações chegaram e ela não tomou conhecimento. Resultado: Teve uma penhora eletrônica de R$ 45.000,00 de suas contas, mais do que o dobro dos meus honorários.
Se tivesse feito o tratamento estaria com o sorriso bonito e pago, e a mordida do Leão seria mais branda...



0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...