quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Tratamento Clareador Dentário Clareia Mesmo?


Neste post não quero analisar cientificamente o efeito dos agentes clareadores atuais, mas discutir a falácia de que Tratamento Clareador realmente clareira os qualquer tipo de dente. Esta é uma afirmação relativa e até mesmo mentirosa, pois nem todos os dentes respondem satisfatoriamente ao Tratamento Clareador. Sou adepto deste tipo de tratamento e utilizo frenquentemente no meus pacientes. E, após sofrer algumas decepções, já aviso para o cliente: "-O tratamento clareador com certeza vai branquear seus dentes, mas não tanto quanto você quer ou imagina". Isto deve-se a dois fatos: Primeiro: O paciente sempre quer dentes branquíssimos, iguais aos atores da televisão e isso é impossível. Segundo: De acordo com a estrutura mineral do dente, o resultado do tratamento clareador irá variar. Já tive casos de pacientes jovens com todas as condições favoráveis que a literatura preconiza, que tiveram resultados pobres e pacientes adultos (até mesmo com tratamento endodôntico) que tiveram resultados espetaculares. Resumindo: Na minha opinião o tratamento clareador dentário é o procedimento odontológico menos previsível quanto a sua eficácia.
Dois aspectos interferem na qualidade do tratamento clareador: O dente e a técnica clareadora.
Com relação ao dente, já é sabido que dentes com lesões de cárie, restaurações com amálgama e com manchas de tetraciclina respondem mal ao tratamento. Contudo, existem dentes hígidos, de pacientes jovens, sem hábitos parafuncionais e sem hábitos viciosos, que por mais que você utilize a técnica clareadora  os dentes simplesmente não branqueiam! Produz um resultado pobre. Não sei se sou azarão, mas me deparei com vários pacientes nesta situação.
Com relação a técnica clareadora, há muita enganação por parte da indústria odontológica. Prometem resultados espetaculares, que na maioria das vezes não acontecem. E quem fica com cara de bobo é o dentista...
Para se ter uma idéia, há cerca de oito anos atrás foi lançado pela indústria odontológica o "clareamento dentário a laser". Fui um que desembolsei cerca de R 6.000,00 para comprar esse "aparelho milagroso" que ia clarear toda uma arcada em apenas uma sessão. Comprei, vendi o tratamento e me ferrei, porque laser não tem nenhum efeito clareador (apenas antiinflamatório) e a maioria dos casos tinha que realizar cerca de 4 a 7 sessões de 1,5 hora para apresentar um resultado satisfatório.
Atualmente existem diversos materiais e técnicas, que se dividem em duas categorias: Clareamento no consultório ou caseiro. Quer pagar mais e ter um resultado rápido faça clareamento no consultório. Quer fazer um tratamento mais em conta, que produz os mesmos efeitos do clareamento no consultório faça o caseiro. É como as propagandas de clareamento prometem. Todavia, o que vemos na prática é que os resultados esperados não aparecem. Então, surgiu uma nova técnica: Faça as duas técnicas ao mesmo tempo! É um esforço desesperado da indústria odontológica para empurrar goela abaixo do dentista que essas técnicas são eficazes. Aí quando esbarramos com a sensibilidade pulpar, agredida ferozmente por esses agentes oxidantes, o dentista fica com cara de bobo e não sabe mais o que fazer.
Por isso, sugiro duas coisas:
1. A indústria odontológica: Façam mais pesquisas e apresentem resultados mais próximos da realidade do dentista. A credibilidade do dentista está diretamente ligada a credibilidade da indústria. Fazer o dentista ficar com cara de bobo não é saudável para ambos.
2. Ao dentista: Não ofereça milagre para seu paciente. Seja sincero e fale sobre a falta de previsibilidade do tratamento. Divida a responsabilidade com o cliente, pois você não sabe com precisão o resultado final. 

2 comentários:

  1. Rogério, a sua coragem e honestidade são dignas de um agradecimento em forma de comentário. Deixo aqui, como paciente que sou, minha admiração pelo seu caráter profissional.

    ResponderExcluir
  2. Espetacular!!!! Parabéns, matéria esclarecedora, eu como paciente agradeço imensamente a sua coragem e franqueza.

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...