quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Algumas entidades de classe estão incitando os dentistas a não atenderem convênios no próximo dia 25, dia do dentista, em sinal de protesto aos baixos valores pagos, blá, blá, blá...
Tenho 16 anos de consultório. Nos 2 primeiros anos atendi convênios. Quando percebi a arapuca que estava me metendo cancelei todos eles. Disseram: "Você está maluco! Convênio 'puxa' pacientes particulares...". Talvez possa até 'puxar', mas o que vejo na realidade são colegas trabalhando 10 horas por dia atendendo pacientes de meia em meia hora, estressados e insatisfeitos com a profissão. Atendo só particular. Não fiquei rico, mas trabalho com prazer. Minhas consultas são com duração de 1 hora. Converso com meus clientes, quero saber como estão, o que está afligindo, etc. Tudo isso faz parte do tratamento.
Um amigo disse uma grande verdade quando ainda era acadêmico: "Entrar no convênio é fácil. Difícil é sair...". Atender convênio é uma escolha do dentista! Se paga bem ou mal é outra coisa. A vantagem do convênio é que é cômodo captar pacientes dessa forma. O convênio faz todo o trabalho de marketing e captação. O dentista só atende. Reclamar por que?
O Blog Marketing em Odontologia publicou um post muito interessante a respeito do assunto. Clique aqui e leia.

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...