quarta-feira, 23 de março de 2011

Minha opinião sobre enxaguantes bucais...

Pergunta do cliente:
Um dentista me informou que o uso de enxaguantes bucais diariamente é prejudicial aos dentes, essa informação procede?
Comentário:
Os enxaguantes bucais foram desenvolvidos com o intuito de serem coadjuvantes ao tratamento das doenças bucais e auxiliar a limpeza bucal em regiões que foram submetidas a procedimentos cirúrgicos. Hoje em dia o enxaguante é indicado através da mídia como um complemento da higiene bucal. Ledo engano...
Para que o enxaguatório bucal tenha uma ação medicamentosa ele deve ser utilizado de acordo com sua posologia, isto é, a dose adequada, o tempo de bochecho e a frequência dos bochechos.
Acontece que todos os enxaguatórios (com excessão da clorexidina que é administrada 2x/dia) devem ser usados de 4/4horas para ter efeito medicamentoso. Os fabricantes não informam isso e, consequentemente, ninguém faz. A clorexidina não deve ter uso contínuo porque tem efeitos colaterais, que prejudicam a qualidade de vida da pessoa. É só utilizada em casos de pós cirúrgico.
Logo, os enxaguantes atuais só tem efeito cosmético. Em outras palavras, funcionam como um “perfume bucal” e nada mais.
A informção do colega está correta, porque o uso inadequado de enxaguatório bucal mascara uma má higienização. Isto se deve ao fato de que nestes cassos a escovação e o uso do fio dental são negligenciados. É como se uma casa estivesse com o chão sujo e ao invés de se varrer a pessoa faz uso de um líquido de limpeza, joga no chão e diz que está limpo.
O uso inadequado de enxaguantes faz progredir a doença periodontal e cárie.

8 comentários:

  1. OLÁ! Fiz uma pesquisa na internet para saber qual o melhor enxaguante bucal...entendi que a clorexidina nao deve ter uso constante e que no meu caso (uso aparelho ortodontico) por exemplo o ideal é um enxaguante fluoretado e sem álcool para uso continuo. No entanto, não sei qual marca de enxaguante que atende a essas especificaçoes...gostaria de saber se o dr indica alguma...obrigada

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Enxaguante fluoretado e sem álcool existem vários. Todos são bons. É só vc ver qual melhor lhe agrada...

    ResponderExcluir
  3. Olá Rogério,
    era exatamente isso que eu estava a procura, porém ao ler fiquei um tanto quanto confuso. Além de ter varias duvidas quanto a marca do enxaguante bucal.
    Sobre minha duvida que tive após ler o texto: Se eu utilizar somente antes de dormir, após o fio dental e a escovação, e na embalagem estiver indicando a usar n(onde n>1) vezes por dia, ela não "fornecerá" todos aqueles inumeros beneficios que divulga?
    Agora minhas perguntas sobre "minha experiencia". Quando eu uso Listerine, percebo que "fornece" uma sensação bem mais forte comparada as outras marcas. Isso indica que ela é melhor ou apenas é um elemento do produto que colocam para parecer mais eficiente?
    Já quando eu uso Colgate, após eu acordar parece que há algum tipo de pelicula branca "grudada" em algumas partes da boca. Isso é bom ou ruim?

    Alias, parabéns pelo blog! Tudo o que precisei saber sobre meus dentes tinha nele. (:

    ResponderExcluir
  4. Olá1
    Para ter efeito medicamentoso você deverá fazer bochechos de 4 em 4 horas, com exceção dos antibacterianos a base de clorexidina que os bochechos devem ser 2 vezes ao dia.
    O Listerine fornece essa sensação devido a alta concentração de álcool...
    Use escova, creme dental e fio dental. Enxaguatório é para apenas perfumar a boca...

    ResponderExcluir
  5. A escovação dental, aliada ao uso de fio dental, é a maneira mais eficaz de realizar a correta higiene da boca, de modo a mantê-la sempre saudável.Para complementar a limpeza, muitos pacientes utilizam também um enxaguante bucal, disponível no mercado em diversas opções e sabores.
    Esse tipo de produto é um composto líquido utilizado na forma de bochecho, geralmente vendido como uma substância capaz de evitar cáries, formação de placa bacteriana, gengivite e mau hálito. Seu uso, entretanto, faz com que alguns pacientes acreditem em um perigoso mito odontológico: o de que enxaguantes bucais são suficientes para realizar a correta higienização oral, em substituição à dupla pasta e escova.
    Embora o uso de determinados enxaguantes bucais realmente possa favorecer a saúde oral e complementar a higienização, é necessário destacar que essas substâncias foram originalmente criadas para atuar como antisséptico em procedimentos cirúrgicos. Por isso, a maioria dos produtos contém álcool ou outras substâncias que degradam ou inibem a proliferação de microrganismos.
    Portanto, os bochechos são indicados para casos específicos, como cirurgias e infecções orais, e devem sempre ser feitos sob orientação da dentista.
    Quando usados livremente e sem necessidade, os enxaguantes orais podem até se tornar prejudiciais, uma vez que alteram a flora natural da boca. Além disso, o álcool presente na substância de alguns deles pode causar descamação das células da mucosa oral e está associado ao desenvolvimento de cânceres.
    Para os pacientes que utilizam o enxaguante como ferramenta para combater a halitose, vale lembrar que o produto apenas disfarça o mau hálito por alguns minutos após o uso.
    Em geral, a exalação de odores desagradáveis pela boca não está associada a problemas bucais, mas a doenças hepáticas, tabagismo, perturbações do sistema gastrintestinal e estresse. Como o enxaguante oral é incapaz de resolver essas alterações, pode-se concluir, portanto, que o produto também é ineficiente contra a halitose.
    A maneira ideal de manter os dentes livres de doenças infecciosas é por meio da escovação dental, indiscutivelmente. Só ela promove a remoção mecânica da placa bacteriana e os microrganismos presentes na língua, face interna das bochechas e “céu da boca”. Quando realizada corretamente, a escovação é suficiente para manter a boa saúde bucal, e os únicos complementos necessários a ela são o fio dental e as avaliações odontológicas semestrais.
    Para os pacientes que desejam manter a rotina de fazer bochecho com alguma substância, a solução indicada é o enxaguante fluoretado, que pode ser utilizado diariamente e sem riscos. Mesmo assim, o produto nunca deve substituir a escovação, e a dentista tem de ser consultada antes do início do uso da substância.
    Quer saber quais são as dúvidas mais comuns apresentadas no consultório odontológico? Então conheça outros mitos da saúde bucal.

    ResponderExcluir
  6. Estou em fase inicial do tratamento de canal. Coloquei um curativo no dente. Como faz apenas 1 semana, estou tendo o máximo cuidado, principalmente com a escovação. Mas, gostaria de saber se posso escovar em cima do curativo, mesmo que delicadamente? Se posso usar o fio dental exatamente onde repousa o curativo e se o uso de enxaguante bucal da sensodyne, por exemplo que contenha fluor e não alcool... prejudica o curativo, ou seja... corrói a massinha?

    ResponderExcluir
  7. Podem nao acreditar, mas bochechar com a propria urina 1 vez de duas em duas semanas, muda a sua saude bucal em 100%, desde dentes mais brancos, á regressao de algumas caries em estado inicial.

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...