domingo, 20 de fevereiro de 2011

Lembranças da Faculdade 8 - A Jornada Fluminense de Odontologia

A Faculdade de Odontologia da UFF foi um marco em minha vida! E nesse período em que cursei odontologia a presidência da XXXIV Jornada Fluminense de Odontologia foi um divisor de águas...
Tudo começou 1993 quando decidimos reativar o Diretório Acadêmico Agripinho Ether. Depois de muitos anos de atuação o diretório estava jogado às traças. Sabendo da história de realizações do diretório nós, alunos e direção, achamos que era uma grande injustiça o diretório ficar fechado e decidimos reabrí-lo. Com a ajuda do então diretor, prof. Delcio Nacif  Sarruf, reorganizamos o estatuto, as instalações e elegemos a nova diretoria. Naquela época já tinha uma atividade de liderança em minha turma significativa e, como minha turma era muito atuante, quase toda ela fez parte desta nova diretoria. Para presidente me indicaram, mas declinei por não poder estar presente nos eventos que um presidente de diretório deveria estar (na época era militar). Então indiquei meu colega de turma, Rui Guedes, para ser o presidente e fiquei como tesoureiro.
Certo dia, Rui me chama num canto da faculdade e me pergunta se eu queria ser presidente da Jornada Fluminense de Odontologia daquele ano. Não entendi nada, até porque já havia uma comissão organizadora atuando e não havia presidente? Ele me falou que a diretoria da Jornada do ano anterior queria assumir a Jornada desse ano e o diretor era contra. Outros deviam ter a oportunidade de participar. Como achava marrentos muitos caras da turma anterior a minha, aceitei o convite e "caí de paraquedas" na comissão já formada. Os trabalhos eram presididos pela minha querida professora Isabel Cristina Matuck, que era coordenadora docente do evento, que, de início, não fez muita fé na minha pessoa. Para complicar ainda mais a situação, quando a antiga comissão percebeu que não tinha mais espaço nesta nova edição da Jornada, todos saíram da comissão organizadora e não deram nenhuma dica ou passaram algum contato para nós (coisa muito típica de dentista...), e tivemos que começar do zero. Convoquei minha turma e outros acadêmicos de períodos atrás do meu e fomos à luta! Deixamos a profa. Cristina definir a programação científica e partimos para a estruturação da jornada. Começamos a fazer contatos diversos: Unimed, Unibanco, CRO, a empresa Rhos e outras empresa menores. Contar tudo o que aconteceu num post seria longo demais, mas o que posso dizer é que foi um sucesso! Tivemos a participação de quase 1300 pessoas, tivemos um lucro de 12000 dólares (que foram revertidos em melhorias na faculdade), conseguimos a premiação inédita para o Teste de Vocação Didática: 1o lugar Aparelho de Raios X, 2o lugar fotopolimerizador e 3o lugar amalgamador). A cerimônia de abertura foi linda. Em seguinda tivemos um festão com grupo de pagode e tudo mais que tinha direito. Nos dias da Jornada a comissão iniciava seus trabalhos às 7h e terminava às 22h. Tudo com muita alegria e descontração, pois sabíamos que estávamos fazendo a coisa certa. Quantas amizades feitas! Quanta alegria! Quanta paquera! Na época era casado e fiquei "devagar", mas só de lembrar das deliciosas oportunidades deixadas de lado fico até hoje com água na boca...
Tudo isso é a Jornada Fluminense de Odontologia. É um evento que se aprende muito e se diverte muito. Já se passaram cerca de 16 anos e olho para trás nostálgico por um momento da minha vida recheado de boas lembranças. Sempre que posso compareço à Jornada que acontece anualmente no final de outubro. Já não tem o glamour de antes, mas me faz lembrar dos anos em que eu era feliz e sabia disso!!

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...