domingo, 20 de fevereiro de 2011

Bizarrice na Odontologia Pública

O que vou afirmar a seguir é apenas uma observação minha, mas vejo o serviço público, particularmente o odontológico, como um lugar destinado para aqueles profissionais que querem "ter um fixo" no fim do mês, mas não estão nem aí para o bem estar dos seus pacientes. O negócio é "fazer um esquema" para trabalhar pouco e assim viver a vida. Não estou generalizando a coisa. Tem muita gente séria no serviço público, mas uma galerinnha estraga toda a reputação da instituição.
Quando era sargento, servia no meu quartel um tal capitão dentista chamado Gonzaga. O cara era um porre, grosso, marrento e não queria nada com o trabalho. O negócio dele era monopolizar a quadra de vôlei de areia no horário da educação física e jogar até não poder mais. Como dentista era uma negação para sargentos e soldados, mas gentil para com oficiais e o comandante. 
Certa vez, um soldado com dor de dente foi buscar sua ajuda e o capitão Gonzaga muito contrariado foi atendê-lo. A pulpite era num incisivo inferior e o capitão Gonzaga foi anestesiar o nervo mentoniano. Introduziu a agulha entre os premolares inferiores e começou a injetar a anestesia. O soldado queria falar alguma coisa mas não podia, pois o capitão mandou que ficasse calado. Ao término da anestesia, ele perguntou se já estava fazendo efeito e o soldado constrangido disse que não, mostrando a calça toda molhada. Não era que o soldado tivesse urinado de medo, mas que a agulha da anestesia transfixou sua bochecha e o tubete anestésico foi totalmente derramado na farda do soldado. Ele muito sem graça desculpou-se, pegou outro tubete a fez o procedimento corretamente. A história correu o quartel e ninguém queria mais ser atendido por ele. O que aconteceu depois? Nada! o capitão Gonzaga continuou jogando seu vôlei, recebendo integralmente seu salário de capitão e ficou feliz da vida, pois não tinha mais pacientes para atender. 
Coisas de serviço público...

2 comentários:

  1. A sua postagem é bem antiga, mas não posso deixar de comentar. Primeiro queria dizer que sou Dentista concursado e servidor público há mais de 20 anos e é triste ler sobre uma minoria de maus profissionais. Porque não falar dos profissionais que se dedicam de corpo e alma como se estivessem em seus consultórios particulares ?? Porque não falar dos projetos públicos criados e idealizados por profissionais comprometidos com a melhoria da saúde bucal da população, com certeza daria menos ibope. É muito mais legal e interessante falar do Capitão Gonzaga... triste.. um abraço
    Luis Fernando

    ResponderExcluir
  2. Olá !

    Procuro por fóruns de discussão dos serviços de odontologia no Sistema Único de Saúde pela perspectiva do Usuário.

    Indicações ?!!!!

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...