sábado, 6 de novembro de 2010

Causos do Dr. Emanuel - Vá morrer lá no posto!

Dr. Emanuel tinha um colega dentista recém formado. Esse jovem dentista estava tendo dificuldades em montar seu tão sonhado consultório, pois a falta de grana era grande. Finalmente, depois e tanto procurar encontrou uma sala que se encaixava em seu orçamento. Só que essa sala ficava ao lado de um posto de gasolina. O cheiro de combustível era forte ao ponto de ter medo de acender a lamparina, pois poderia haver uma explosão. Mas o jovem dentista não se importava. Tinha montado o seu tão sonhado consultório e só isso importava. Agora só faltavam os pacientes, mas o jovem dentista estava confiante que seu esforço seria reconhecido com um grande número de clientes frequentando seu consultório. Todavia, na prática isso não estava acontecendo, mas era só uma questão de tempo - pensava o jovem dentista. Numa sexta à tarde, o jovem dentista estava prestes a encerrar as atividades quando alguém bate a porta. Ele abre e uma simpática senhora quer fazer uma extração. Ele a convida para entrar, examina e conclui que realmente a paciente precisa fazer a extração. Solícito (e precisando de grana) diz que pode realizar a extração naquela mesma consulta. Ela aceita e rapidamente nosso jovem dentista aplica a anestesia e faz a extração. Foi um sucesso o procedimento! Quando a paciente efetua o pagamento, satisfeita diz: "O Dr. é o melhor dentista do bairro!" "Por que a senhora diz isto?", diz o jovem dentista. "É que o senhor foi o único dentista do bairro que quis fazer a minha extração. Sou hipertensa, diabética, tenho colesterol alto, sofro de epilepsia e ainda tenho um princípio de cirrose. Fui a 8 dentistas e o senhor foi o único que resolveu meu problema!" Nosso jovem dentista estava tão a fim de uma paciente para tratar, que esqueceu o príncipio básico de toda primeira consulta, ou seja, fazer anamnese e exame clínico. Percebendo a enrascada que havia se metido, abriu a porta do consultório rapidamente e disse para a senhora: "Sai logo dona, se for morrer, vá morrer lá no posto de gasolina!"

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...