quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Rodízio de Laboratórios de Prótese

Nestes meus 15 anos de profissão já trabalhei com diversos laboratórios de prótese. Uns eram de primeiro mundo e outros eram de fundo de quintal, mas todos eles tinham algo em comum além de confeccionarem próteses. Quando começávamos a trabalhar era uma maravilha! Trabalhos prontos antes da data combinada, montagem impecável no articulador, acabamento e cores perfeitas, adaptação cervical inquestionável. Também os valores das cobranças eram certos e sem pressa para receber. O tempo vai passando e todas essas características legais vão caindo. Uns caem na qualidade do trabalho, outros sempre cobram a mais (parece que calculadora de laboratório só funciona as teclas "mais" e "multiplicação") e ainda outros que querem receber seus trabalhos à vista, mesmo sabendo que trabalhamos com convênios, cartões de crédito, etc., e vamos receber nossos honorários parceladamente. 
Já conversei, reclamei e briguei com os laboratórios que trabalhei. Como vi que esse estresse não estava levando a nenhum resultado proveitoso, resolvi fazer um rodízio de laboratórios. A coisa funciona assim: A cada 1 ou 2 anos paro de trabalhar com o laboratório e começo com outro desconhecido, e assim sucessivamente. Nunca mais tive problemas com laboratórios de prótese...

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...