domingo, 19 de setembro de 2010

Lembranças da Faculdade 5 - O Professor Teixeira

Havia no Departamento de Patologia Bucal da UFF o prof. José Antônio Teixeira de saudosa memória. O prof. Teixeira era um excelente professor e dentista bem sucedido, mas era um poço de arrogância. Tratava os alunos como lixo e adorava contar vantagens. Tinha predileção de se gabar por ter comido a esposa de um professor da faculdade, quando a mesma era acadêmica. Tudo isso causava certa repulsa da minha parte por essas asneiras que o Teixeira dizia, mas como era um bom professor, e o que me interessava era conhecer sobre patologia bucal, sublimava o que não interessava e me detinha nas aulas. 
Certo dia ele tratou a turma muito mal e resolvemos fazer uma greve de silêncio. Ninguém ia falar nada na aula, seria um silêncio total. Como minha turma era muito participativa, o Teixeira logo percebeu nossa atitude e ficou possesso. Esbravejou, ameaçou e a gente não dizia nada. Até que as ameaças foram aumentando e uma aluna roeu a corda e falou. Na mesma hora gritei pra ela ficar quieta e o Teixeira viu que era um dos articuladores do movimento e me ameaçou. Discutimos brevemente e preferi me calar a continuar discutindo. O clima ficou muito ruim em sala e o Teixeira abreviou a aula e foi embora. Quando saiu dei um tremendo esporro na turma, chamei-os de sem atitude e disse que não seria mais representante de turma. Saí de sala irado. Mais tarde a turma se reuniu na minha frente, pediram desculpas e pediram para que voltasse novamente a ser representante. Como minha raiva já tinha passado, voltei atrás na decisão e tudo continuou como antes. Todavia, a turma ficou com uma tremenda bronca do Teixeira e deu um gelo nele. O ocorrido correu por toda a faculdade e vários colegas que foram injuriados por ele vieram nos agradecer por termos enfrentado aquele professor. Terminamos o período e nas férias reencontrei o Teixeira na Tijuca. Morava em Vila Isabel, bairro vizinho, e quando fui fazer algumas compras na Praça Sans Peña nos encontramos. Ele foi muito cordial e me convidou para conhecer seu consultório. Chegando lá fui muito bem recebido por ele e por sua secretária. Nem parecia o professor da faculdade. Sua cordialidade me impressionou. Era outra pessoa. Por isso, ficamos amigos. Sempre que ia na Tijuca visitava o Teixeira e acabei me tornando paciente dele. Durante as consultas conversávamos bastante sobre vários assuntos, sendo mulheres o principal. Ele me ajudou na confecção de trabalhos e apresentações. Era um amigo oculto, porque na faculdade continuava a ser o tirano e não podia falar que era amigo de um cara que ninguém gostava. Até que um dia o Teixeira deu com a língua nos dentes. Uma nova turma decidiu enfrentá-lo e no auge da discussão o Teixeira disse que tinha um aluno amigo e que era paciente dele, citando meu nome. Sem saber de nada, estava eu sentado na praça do campus quando veio minha turma querendo satisfações. Ao ouvir aquela verdade não pude confirmá-la e disse que era mentira do Teixeira. Encontrei-o uma vez na Tijuca e foi só. A minha veemência na negativa foi tanta que a galera acreditou e como não haveria possibilidade de acareação, ficou o dito pelo não dito. Nos encontramos várias vezes depois. Gostava de sua amizade. Era uma pessoa de duas personalidades. Tive o prazer de conhecer seu outro lado. Nossa amizade chegou a tal ponto que ele até cogitou ser o seu sucessor no consultório. Pena que sua filha decidiu ser dentista. Até hoje minha turma não sabe dessa história, mas passados 15 anos de formado já é hora de contar essa faceta de minha vida acadêmica. O professor Teixeira não era uma pessoa ruim, mas um  cara desajustado como todos nós somos um pouco. Faz cerca de 7 anos que o prof. Teixeira partiu desse mundo. Aqui presto a homenagem a um professor rude que se tornou um amigo. Nem sempre as coisas são o que aparentam ser...

2 comentários:

  1. ola Dr Rogerio, boa tarde.Gostei muito do seu blog, parabens por tudo.Se possivel for visite o meu blog,www.neraldoblogcom.blogspot.com desde agora lhe agradeco pela atencao dispensada. 1 forte abraco e ate mais.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço pelo elogio. Esse feedback é bom para que possa saber como conduzir esse Blog. Estou seguindo o seu para ficar atento as novidades!
    Bons sorrisos!

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...