sábado, 7 de agosto de 2010

Roupa Branca, Arrebenta!

Quando estava vindo para o consultório hoje, uma mulher me parou na praça do bairro onde moro e perguntou se eu era dentista. Disse que sim e ela me falou que é tia de um cliente meu, queria vir ao consultório, etc. Após dar meu cartão de visitas, continuei a caminhada e concluí que ela me reconheceu primeiro porque era a única pessoa que estava de branco passando por ali. Como gosto muito de ser dentista, gosto também de andar de branco. Às vezes quero variar um pouco usando jalecos, uniformes cirúrgicos, mas sempre volto pro bom e velho branco. Sinto saudades da roupa branca. Só lamento uma coisa: Existem muitas opções de roupas brancas para mulheres, mas pouquíssimas para homens. Não só roupas, como também acessórios. Esta é a realidade no Rio de Janeiro. Tenho que garimpar para achar uma calça e camisa decentes, que saia da mesmice. Certa vez encontrei uma liquidação de calças brancas numa loja e comprei trinta delas! Fiquei uns três anos sem comprar calça branca, mas como a carência é grande não pude perder aquela oportunidade. 
Roupa branca é a identidade do profissional de saúde e do dentista ainda mais. Penso que dentre os profissionais de saúde o dentista é que dita a moda do branco. Se observarmos, é o dentista que se veste melhor de branco, basta ir a um hospital e observar. Médico já abandonou o branco. Usa um jaleco por todo lugar que parece mais que saiu de dentro de uma garrafa. A enfermagem tanto de nível superior como médio usa aquelas roupas brancas baratinhas e aquele jaleco de vendedor de cuscús. O fisioterapeuta fica no meio, mas não faz do branco sua roupa de batalha, com exceção daquelas gostosas do Pilates. Fonoaudiólogos e psicólogos nem se fala. Só sabemos que são quando se identificam. Então é o dentista que dita a moda do branco! Na faculdade era um desfile de modas, principalmente entre as mulheres.
Como a profissão não está muito prestigiada atualmente, muitos dentistas estão abandonando o branco e ao meu ver é um grande erro, pois o branco bem vestido nos identifica. Esse reconhecimento na rua também é fonte de indicações para o consultório.

13 comentários:

  1. concordo qdo vc colocou o branco como identidade do profissional. as vezes arrisco usar uma roupa de outra cor, mas me sinto meio que um et!! mas aderi aos jalecos de cor diferente (rosa, verde, azul, amarelo...) pra quebrar um pouco a monotonia.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu post Rogério, tudo verdade. Eu uso pouco branco, praticamente só aos sábados, é que não esquento muito com isso e gosto de variar os sapatos. Aliás, sapatos brancos tem péssimo custo e benefício, como disse lá no blog :)
    Abs!

    ResponderExcluir
  3. Mas do que se preocupar com a roupa, o profissional de saúde deve se preocupar com seu linguajar. Aposto que como eu, a maioria das pessoas preferiria um dentista que não se veste de branco a um que trata outras mulheres por "gostosas" em um blog profissional.

    ResponderExcluir
  4. Olá Adriana!
    Bem que gostaria, mas não quero polemizar seu comentário. A intenção do Blog Dicas Odontológicas é dar informações, ensinar e divagar no dia a dia do mundo do dentista. Se causei algum mau estar me desculpe, mas não mudo de opinião em chamar de gostosas as fisioterapeutas que fazem Pilates. Parece até que é pré requisito na fisioterapia ser gostosa para se especializar em Pilates... hehehe

    ResponderExcluir
  5. Os Jalecos brancos que deram início a tradição da roupa branca entre os médicos, quando os dentistas eram apenas práticos! Apesar do apelo e da crença popular que o branco significa limpeza, que seria mais fácil identificar sujeiras, a história é justamente o contrário!!!! O cirurgiões é que usavam os jalecos e raramente os lavam pois quanto mais sujo de sangue o jaleco mais experientes(mais cirurgias) eram os cirurgiões! A cor escolhida era a BRANCA exatamente porque deixava as manchas de sangue mais visíveis!!!!!! Tinham suas próprias agulhas de sutura e as guardavam na parte interna seus jalecos! isso passou por evoluções que terminou num período de uso de roupa branca, mas que rapidamente foi abandonada pelos médicos por ser um hábito cafona e esquisito...O profissional de saude tem que ter a roupa limpa seja qual for a cor e pronto!!!.....hj a roupa branca tá no mesmo patamar que as fantasias dos Pagés! Bonitão de roupa branca? Pagé bonitão! Nada mais que isso!!!

    ResponderExcluir
  6. Prezado anÔnimo permita-me discordar de suas colocações. Pra começo de conversa nos primórdios da medicina os cirurgiões não usavam jaleco branco, e sim um capote de couro, tal como os açougueiros e guardavam seus apetrechos cirúrgicos presos no capote. Quem usava branco eram as parteiras. Como as gestantes que eram atendidas por cirurgiões morriam de febre puerperal mais do que as atendidas pelas parteiras, concluíram que os cuidados de higiene e vestuários eram determinantes para evitar casos de infecção, numa época em que não se conheciam as bactérias nem antibióticos. A partir daí todos os médicos foram obrigados a usar branco, como se faz até hoje. Porém, o que vejo hoje é que o médico sistematicamente negligencia o branco e usa jalecos sujos. Pra você ter uma idéia, no shopping onde trabalho o síndico baixou uma normativa proibindo profissionais de saúde de circularem de jaleco pelas dependências comuns do prédio. Isto deve-se ao fato de que alguns médicos gostavam de circular pelo condomínio trajando seus jalecos contaminados para "aparecer". Teve que uma pessoa não ligada a saúde proibir esses "porquinhos" metidos a besta...

    ResponderExcluir
  7. Concordo com a Adriana, você foi bem infeliz nos seus comentários. Geralmente quando entramos em um blog profissional esperamos dicas que venham a nos acrescentar, mas infelizmente ficou bem longe disso. Perdi até o interesse em olhar suas outras publicações, visto que, não me inspirou confiança.

    ResponderExcluir
  8. Para começo de conversa, prezado anônimo, você não tem nenhum senso de humor. Este blog não é profissional, é um blog que falo do dia a dia da minha "loca" vida de dentista. Sou um escriba que retrata o que vê e o que pensa. Se quer um blog profissional vá a um blog de universidade ou de centro de pesquisas...

    ResponderExcluir
  9. concordo com a Adriana tambem,por vc ser um profissional da saúde devia cuidar melhor do seu linguajar

    ResponderExcluir
  10. Você deve ser fisioterapeuta... hehehe

    ResponderExcluir
  11. Concordo com a Adriana. É estranho mesmo ver um profissional tratando as mulheres dessa forma. Espero nunca entrar no consultório de um profissional assim.

    ResponderExcluir
  12. Kkkkkkk... O anônimo é frustrado!!! Está na cara!!!!! E a Adriana deve ser uma horrorosa mal amada que nunca foi e nem vai ser chamada de gostosa!!! Kkkkkkkkk... Bem que o anônimo e a Adriana poderiam marcar um encontro... Vcs se combinam! ����

    ResponderExcluir
  13. Finalmente uma pessoa de bom humor e senso. Valeu Isabella.

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...