segunda-feira, 12 de julho de 2010

Dente é Dente - Prótese é Prótese

Alguns clientes custam a entender que usando prótese, seja de qualquer tipo for, não dá para realizar o mesmo trabalho mastigatório como eles faziam com os dentes naturais. Mas não levam em consideração minhas recomendações e dá-lhe coroa solta, fraturada, prótese sobre implante com parafuso frouxo e até prótese total fraturada. Agora procuro orientar os clientes da seguinte forma: Faço uma comparação com uma prótese de perna. Explico que com um perna mecânica ele vai poder andar, subir escadas, mas dificilmente correr ou subir uma árvore. Há uma limitação e na prótese bucal há limitações também que devem ser respeitadas. Procedimentos simples como comer devagar, ingerir porções menores, cortar alimentos duros ou fibrosos, evitam essa situação incômoda tanto para o cliente como para o dentista. 

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...