domingo, 6 de junho de 2010

O Paradoxo do Medo de Dentista

Um paradoxo é uma declaração aparentemente verdadeira que leva a uma contradição lógica, ou a uma situação que contradiz a intuição comum.
Muitas pessoas vêm ao consultório dizendo que têm medo de dentista. então proponho o Paradoxo do Medo de Dentista, que estabelece o seguinte:

"QUEM TEM MEDO DE DENTISTA TEM QUE VIR SEMPRE AO DENTISTA"

Esse paradoxo está baseado na premissa de que as pessoas não tem medo de dentista, mas tem medo da dor, do desconforto do tratamento, da invasão de privacidade, de descobrir uma parte do corpo que está doente e que vai gastar muito com o tratamento.
Então digo que após a solução dos problemas e a respectiva alta, o cliente tem que retornar periodicamente para revisões constantes ao longo da vida. Essas consultas são indolores, agradáveis e de baixo custo. Para um tratamento desse ninguém se opõe...
Essa é a chave do paradoxo!

2 comentários:

  1. Muito bom! É um SUPER paradoxo mesmo... :)

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive muito medo, até que um dente começou a doer. Uma dentista começou a mexer, daí eu não aguentava de dor, mas ela disse que a anestesia não estava 'pegando', então eu teria de aguentar. Mas claro que não aguentei. Ela fechou o dente (achei que tinha tratado). Mas foi pior, o dente continuou doendo e a dor aumentava a cada dia.
    Fui em outra dentista, tremendo de medo. A primeira de deixou com mais trauma.
    Essa segunda dentista aplicou anestesia, abriu, mexeu e me avisou que iria me passar para uma profissional em canal. Saí de lá agradecendo ela porque mesmo ela tendo usado a broca, não senti nada de dor. A primeira vez que tinha ido ao dentista sem sentir dor!
    Fiz o tratamento de canal com outra dentista. Na primeira sessão eu tremia, e ela perguntou se estava doendo. Eu disse que não, era o medo. Como não senti nada de dor (só um pouco na anestesia) fui perdendo totalmente o medo. Imagine: um tratamento profundo e demorado de canal, e nada de dor.
    Antes disso ainda tinha passado em outra dentista que me deixou apavorado. Cheguei a ficar deprimido vários dias. Ela disse que não adiantava anestesia, que não ia pegar. Foi muito grossa comigo porque levantei a mão quando doeu muito. Apontou o dedo na minha cara e disse que meu dente ia necrosar, que ia inchar muito, doer demais, e que eu tinha de aguentar o tratamento ali sem anestesia. Eu tinha uma viagem marcada para esse dia, para outro estado. Fiquei tão deprimido com o que ela disse que a viagem foi terrível, tudo deu errado.
    Mas essas duas últimas dentistas mudaram meu conceito.
    Percebo que o medo que eu tinha foi culpa de profissionais ruins, mas felizmente encontrei duas pessoas que sei que posso confiar, e que vou regularmente voltar nelas para manter meus dentes saudáveis. Quanto às outras, fiquei com tanto trauma que se eu ver na rua acho que já tremo de medo. Uma delas apelidei de 'Dexter' (aquele do seriado).

    ResponderExcluir

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...