sábado, 22 de maio de 2010

Flora Bacteriana: Nosso amigo urso...


Em nosso tubo digestivo (que vai da boca até o ânus) mora um grupo de amiguinhos invisíveis a olho nu, que chamamos de Flora Bacteriana Normal. A Flora Bacteriana Normal é um conjunto de diferentes bactérias que realizam diversas atividades complementares ao metabolismo de nosso organismo, que vão desde a síntese de vitaminas até a primeira barreira de defesa do nosso organismo contra invasões de outros microorganismos. Nosso sistema imunológico permite que elas morem dentro de nós. Esse mecanismo de coexistência é chamado de simbiose, ou seja, uma troca de favores.
Na boca moram bactérias sobre os dentes, gengiva, língua e mucosa jugal (bochecha). Em condições normais elas não produzem nenhum dano às estruturas bucais. Entretanto, quando o meio bucal entra em desequilíbrio elas começam a se reproduzir causando diversas doenças bucais, destacando-se a cárie e a doença na gengiva (periodontal).
Analisando a figura acima, as bactérias agem da mesma forma. Dependem de nós, “sorriem” para nós, mas na primeira oportunidade querem nos destruir. São verdadeiros amigos ursos! Preservação do meio ambiente não existe na cultura bacteriana (com trocadilho). No seu código genético só existem dois comandos para a bactéria: Alimentar e reproduzir. Em outras palavras: Comer e transar! De certa forma as invejo... hehehe
Para acabar com essa farra em nossa boca devemos tomar duas atitudes no dia a dia que devem ser constantes: Comer nas horas certas e realizar a higiene oral após as refeições. Comendo nas horas certas e evitando “beliscar” balas, biscoitos, refrigerante, etc., reduzimos a quantidade de alimento disponível na boca para as bactérias utilizarem. Devo lembrar que o resíduo de uma simples bala é um banquete para a bactéria, que é um ser microscópico. A realização da higiene oral com escova, creme e fio dental irá remover com eficiência todos os resíduos existentes, o que irá impedir da bactéria comer e transar demasiadamente. Consequentemente elas ficarão dentro de limites de normalidade exercendo o papel cooperativo com nosso organismo.
Preserve seu meio (auto) ambiente: Não dê alimentos demasiadamente para as bactérias que moram dentro de você!!

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...