terça-feira, 20 de abril de 2010

Lições de um encontro frustrado

Há pouco tempo tive um encontro frustrado com uma menina que estou paquerando. Garota difícil, mas como é uma mulher que vale a pena estou dando tempo ao tempo na esperança de um dia a gente chegue a um denominador comum. Mas vamos aos fatos: Marcamos um encontro, só que ela entendeu uma coisa e eu entendi outra. O resultado foi eu ir no centro da cidade buscá-la e ela já estava em casa. A hora já estava avançada (ela sai às 23h) e vi que me restava ir embora, mas para onde? "Pra minha casa!", pensei. Ao olhar ao redor vi algumas pessoas vagando pela noite por não terem um lar ou o que tem é tão ruim que preferem ficar na rua. Todavia, estava indo para meu lar e fiquei feliz por ter uma lar para voltar. Um lar para esquecer um encontro frustrado. Um lar que era o meu refúgio. A primeira lição: Ter um lar para voltar é muito bom!
Estava me dirigindo para o ponto de ônibus e a rua estava deserta. Tinha um homem esperando ônibus, não sei se era o mesmo que o meu, mas preferi ficar próximo dele. Depois chegou outro rapaz e depois mais outro. Só que onde estávamos não era ponto de ônibus, mas todos decidiram ficar juntos instintivamente mesmo não se conhecendo, mesmo não trocando uma só palavra. Segunda lição: Essa história de "antes só do que mal acompanhado" é balela. Todos querem ter companhia. Todos querem ter uma boa companhia. Ninguém em sã consciência quer ficar só. Quem faz esta escolha não está de bem consigo mesmo e precisa reavaliar sua forma de viver. Peguei o ônibus e logo cheguei em casa. Terceira lição: Daqui pra frente ao marcar um encontro vou confirmar umas três vezes e só vou sair de casa quando tiver uma confirmação definitiva, porque sair de casa e ficar filosofando na madrugada só essa vez! hehehehe...

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...