segunda-feira, 29 de março de 2010

Repensando o exercício da odontologia

Nos últimos dias tenho repensado minha profissão. Não estou desanimado com ela. Pelo contrário, sinto-me motivado para melhorar a cada dia, pois sou motivado por desafios.
Todavia, tem sido muito difícil superar os obstáculos que a cada dia tornam-se maiores e íngremes.
Vejo alguns colegas desistindo. Quando montei meu consultório haviam cerca de 100 consultórios dentários no prédio. Passados quase 15 anos não passam de 50...
Há uma verdadeira briga entre dentistas e pacientes. É uma briga velada, mas existe.
De um lado dentistas querendo uma melhor remuneração e por outro lado pacientes querendo tratamentos duradouros e baratos.
A meu ver as duas partes estão erradas, mas cabe ao dentista apontar as soluções. 
Os reais vilões de todo esse conflito são os maus profissionais que nivelam por baixo a profissão e a aquisição exagerada de bens de consumo que elevam ao máximo a capacidade de endividamento.
A direção correta que cada dentista deve dar é valorizar seu consultório realizando tratamentos de qualidade, tratando com humanidade seus pacientes e proporcionar condições para seu paciente possam ter condições de financiamento do seu tratamento. Cada um dentro da sua realidade sócio econômica.
É possível realizar uma odontologia de qualidade. Depende de cada dentista...

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...