segunda-feira, 22 de março de 2010

Crise e oportunidade

Artigo retirado do site da Dentalis:

Crise e Oportunidade

Com um limão se pode fazer uma limonada.
Pode-se enxergar um copo de água “meio cheio”, ou “meio vazio”.
Ou quem sabe “Deus escreve certo por linhas tortas”.
A escolha é nossa: renascer das cinza, como o mito da fênix, ou afogar-se na crise.
E estes não são conceitos pós modernos que vêm de Wall Street.
A milenar sabedoria chinesa já nos ensinava que crise e oportunidade se complementam no mesmo ideograma.
Sim, a crise é uma porta. O que fazer com ela está totalmente sob nosso controle. A escolha é nossa.
Se pensarmos nos nossos instintos, sabemos que, naturalmente, uma situação de pressão dispara em nós uma força interior, que muitas vezes desconhecíamos possuir.
Esta força, muitas vezes, nos leva a conhecer talentos adormecidos.
Também da filosofia chinesa vem o lembrete em relação ao aprendizado que vem de todas as situações ruins, ao qual não damos muita importância.
Um passo para trás pode significar um realinhamento de atitudes, ou a preparação para 2 ou mais passos adiante.
O profissional que estiver atento a tudo isto, poderá sim transformar este momento de crise em uma situação de oportunidade. Por que não?
Aceite o desafio da crise. Pare. Analise. Veja que oportunidades ela lhe traz.
Será que não está na hora de você racionalizar alguns processos para valer em seus negócios ? Que tal uma nova re-avaliação de seus gastos ? Ou saber exatamente se está gerindo bem seus recursos financeiros, humanos e materiais ?
Reformas, re-organizações, revisões, detalhamentos, criatividade, coragem, ousadia, flexibilidade são as palavras de ordem.
Encare ! Não precisa mais brincar de esconde-esconde com o otimismo. Ponha-o para fora.
Ao final disto tudo, você vai agradecer a crise, por lhe dar a chance de enxergar as oportunidades ! 

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...