sábado, 27 de fevereiro de 2010

Ainda Nem Cheguei à Metade do Caminho

Tenho 45 anos, quase 46. Quase meio século de vida bem vivida. Não me sinto velho. Não me considero um “coroa”. Às vezes me surpreendo, pois tenho a mesma disposição e vigor dos tempos de juventude. Sinto que para mim o tempo parou... Que bom!
Dizem que aparento ter menos idade que tenho que estou “conservado”. Não faço nenhum tratamento rejuvenescedor. Só tenho uma vida normal. Penso que este bem estar é reflexo de uma atitude interior que tenho, ou seja, estou sempre de bem com a vida. Procuro sempre sorrir. Meu trabalho é um grande divertimento. Vejo a minha vida como uma dádiva de Deus. Que felicidade e privilégio estar vivo e feliz! Outra atitude interior que tenho é que sempre penso que há algo a se fazer, há sensações para sentir, há muitos lugares para ver, há muitas músicas para ouvir e há muitas piadas para sorrir.
Conheço pessoas de minha idade que já se sentem velhas. E eu nem cheguei à metade do caminho...

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço pelo seu comentário! Ele será respondido assim que puder...